Modalidades

Yoga é uma forma de ver e vivenciar o mundo e uma prática que busca integrar corpo, mente e energia. Existem diferentes tipos de modalidades de hatha yoga e que seguem linhas diferentes no jeito de realizar a prática. Conheça um pouco mais sobre as modalidades que ensinamos e escolha a mais adequada ao seu perfil

 
Ashtanga Yoga
Yin Yoga
Meditação
Show More

Ashtanga Yoga

Shri K. Pattabhi Jois (Guruji)

Ashtanga Yoga é um sistema de Yoga muito antigo, transcrito em 1920 pelo grande sábio Yogue Sri. T. Krishnamacharya, e que no sul da Índia (Mysore) repassou seu conhecimento a Shri K. Pattabhi Jois (Guruji).

A prática é realizada pelo método tradicional no estilo Mysore, que é ensinado até os dias atuais no sul da Índia.

Cada aluno vai aprendendo a respectiva série de posturas, gradativamente, conforme seu ritmo de evolução.

O método beneficia os alunos de todos os níveis, pela independência e autonomia no aprendizado.

Memorização, concentração e respiração são os principais estímulos da prática, proporcionando um estado de consciência presente em cada postura.

As posturas (asanas) são realizadas sincronizando a respiração em cada movimento, esta composição é chamada Vinyasa. Assim, cada postura possui movimento e respiração (inspiração ou exalação) específico.

O objetivo principal do Vinyasa é aquecer o sangue para melhorar a sua circulação, consequentemente, beneficiar as articulações, músculos e eliminar as toxinas do corpo pelo suor. A prática correta do Vinyasa proporciona a limpeza interna do organismo, favorecendo o funcionamento saudável de todos os órgãos, eliminando dores, doenças e impurezas.

A prática diária de Ashtanga Yoga é eficiente, fortalecedora, revigorante e intensa, com o poder de purificar o corpo, a mente e as energias. Estimulo, dinamismo, força, saúde, equilíbrio e flexibilidade também são alguns dos principais benefícios adquiridos. 

 

Yin Yoga

Paul Grille

Influenciado pelos estudos marciais com o Professor Paulie Zink, Paul Grille iniciou profundos estudos dentro do Yoga, desenvolvendo uma prática a qual denominou Yin Yoga. Paul contou com a inserção de outros pesquisadores e Professores de Yoga: Sarah Powers, Bernie Clark e Suzee Grille.

Esta prática baseia-se em duas características: permanecer nas posturas por determinado tempo e relaxamento da musculatura.  Importante observar as sensações, usando a respiração para que, neste tempo, as devidas mensagens cheguem ao cérebro.

Encontramos nesta prática o devido respeito às estruturas anatômicas fazendo com que os corpos, aos poucos e há seu tempo, entrem nas posturas. Atua diretamente no tecido conjuntivo, despertando uma tração nos mesmos em áreas alvo importantes, que se farão presentes de acordo com os arquétipos (grupo de posturas) trabalhados.

Em tempos tão Yang, agitados, intensos e de impermanências, esta prática se faz cada vez mais necessária, abrindo seu corpo, encontrando conforto e liberdade, um estado de reconhecimento orgânico e natural, dando valor a quietude, a necessidade de não ação, tempo e espaço para melhor observar a sua mente, por estar simplesmente presente no'presente'.

Durante a prática, você perceberá a importância da respiração gerando energia vital ou (qi) ou (Chi), o qual dentro da medicina tradicional Chinesa acredita-se circular pelos tecidos conjuntivos (fáscias) e articulações, gerando assim, o desbloqueio dos canais energéticos (meridianos), evitando que esta energia fique estagnada ou deficiente.

Permita-se praticar o Yin Yoga, uma prática profunda, mais passiva, onde por meio das posturas, utiliza a quietude e a permanência por alguns minutos, mantendo os músculos relaxados, acionando assim o peso corporal e a gravidade, criando uma tração (gradual) no tecido conjuntivo, alcançando e mantendo a flexibilidade e mobilidade saudável das articulações.

É possível perceber as mudanças já nas primeiras aulas, não só em um corpo livre de desconfortos, mas acima de tudo, de uma mente mais serena e tranquila.Então: Venha e encontre o seu lado Yin.

 

Meditação

Meditar para quê?

Quantos de nós fazemos esta pergunta. Só percebemos a importância, mais do que nunca em tempos como estamos vivendo, pela busca acelerada muitas vezes por “coisas” ou conquistas materiais que por vezes, tem vida curta.

Por meio da Meditação, seja ela de qual filosofia ou métodos utilizado, o fim é o mesmo, a busca pelo estado  em qualidade e quietude da Mente.

Importante entender que uma Mente em estado tranquilo, equilibrado, os desafios do dia a dia se tornarão, não diferentes, porém, a sua condição em enfrentá-los ou resolvê-los, certamente mudarão.

Dependendo do direcionamento, a base para manter-se na prática, é manter o foco na consciência e observação na respiração. Âncora e  energia vital primária para se viver. Por meio dela na meditação, poderemos encontrar o devido relaxamento e acomodação devidos de seu corpo, bem como um estado de vigilância e percepções sutis por meio de uma mente mais presente e consciente.

Então, vamos Meditar e você perceberá o sentido de se viver uma vida mais plena, com bem estar, paz e harmonia, se distanciando dos verdadeiros venenos que nos trazem sofrimento e dor.

Faça por meio da prática da meditação uma gradual mudança na forma de ver tudo a sua volta. Mudando, de uma visão distorcida, para uma que vale a pena de se estar pleno diariamente, selecionando um “pensar” e “enxergar” o que se vê, com olhar e hábitos positivos.

Rua Moura, 92

Barreiros - São José - SC

CEP 88117-250

(48) 3372-3079

WhatsApp

(48) 99946-6962

  • Facebook - Círculo Branco
  • Branca ícone do YouTube
  • Branca Ícone Instagram